EnglishPortugueseSpanish

Vacina contra coronavírus da Farmacore receberá novos investimentos

A empresa deverá receber a aprovação para financiamento do CNPq, com o objetivo de acelerar o desenvolvimento dos testes necessários para habilitação da vacina diante da Anvisa.
Vacina da Farmacore deve receber mais investimentos
Foto: freepik

A vacina contra o coronavírus em desenvolvimento pela brasileira Farmacore, em parceria com a PDS Biotechnology Corporation e com  a Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), deverá receber a aprovação para financiamento pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) para acelerar o desenvolvimento dos testes necessários para habilitação da vacina diante da Anvisa.

Chamada de Versamune-CoV-2FC, a vacina une a proteína SARS-CoV-2 recombinante, desenvolvida pela Farmacore, com a nanotecnologia da plataforma Versamune, da PDS Biotech, tecnologia patenteada para ativação das células T.

Helena Faccioli, CEO da Farmacore, revela: “A tecnologia de produção da vacina é de fácil escalonamento, o que possibilitará sua fabricação em território brasileiro e licenciamento aos demais países”.

Projeto da vacina

O projeto das empresas prevê a produção e o teste de um antígeno composto pelas proteínas S do SARS-CoV-2 com nove imunogênicos, o que pode gerar uma resposta imunológica para produção de anticorpos de combate ao vírus.

Helena explica que essa é uma inovação importante para diferenciar a vacina das que estão sendo produzidas e testadas fora do País: “Ao mesmo tempo em que induz a produção de anticorpos pelo mecanismo do antígeno da proteína do vírus – imunidade adaptativa –, também reforça sobremaneira a resposta imunológica diretamente no sistema de defesa celular – defesa inata – , formando um poderoso combo”.

Vacina brasileira

Essa poderá ser a primeira vacina contra a Covid-19 desenvolvida totalmente no Brasil e com potencial de integrar os esforços globais na busca por uma prevenção definitiva contra os efeitos da pandemia. O objetivo é realizar os testes pré-clínicos até outubro de 2020, e os testes clínicos no primeiro trimestre de 2021, seguida por produção industrial no segundo semestre.

Veja também: Anvisa autoriza ensaio clínico de vacina produzida pela Johnson-Johnson

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Share on print
Millenium distribuidora referência no mercado pharma Espírito Santo e Rio de Janeiro

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba nossa Newsletter

Para notícias e ofertas exclusivas, digite seu e-mail abaixo.

City Farma - Invista na abertura de um bom negócio

Receba as principais notícias pelo nosso grupo

curta nossa fanpage

Mais lidas

Vídeo - É de Farmácia

Televendas Zamboni
Fechar Menu