Conheça as metas e os desafios da nova presidência da Abradilan

Para o Conselho Diretivo de 2021-2023, Vinícius Andrade deixa a presidência e Jony Sousa, da Emefarma Rio, assume o posto com expectativas positivas para o mercado.

O novo Conselho Diretivo da Associação Brasileira de Distribuição e Logística de Produtos Farmacêuticos (Abradilan) tomou posse no dia 9/6 durante assembleia interna da entidade, aconteceu no formato online.

Para o Conselho Diretivo de 2021-2023, Vinícius Andrade deixa a presidência e Jony Anderson Tavares de Sousa, da Emefarma Rio, assume o posto com expectativas positivas para o mercado. Nesta entrevista exclusiva, Jony Sousa fala sobre metas, projetos e impactos da pandemia.

“Sentimos um grande impacto com o fechamento do comércio, ausência presencial dos profissionais no trabalho, profissionais que foram acometidos pela Covid-19: isso tudo dificultou a logística do trabalho, mas houve grande empenho de todos os distribuidores para que as operações não fossem interrompidas”, disse o novo presidente da Abradilan.

Leia a entrevista completa a seguir.

Revista da Farmácia: Com que objetivos e metas você assume a Presidência da Abradilan?

Jony Sousa: Meu principal objetivo é manter e potencializar todo o legado que vem sendo construído nos últimos dez anos na Abradilan, buscando tornar a Associação mais forte, mais relevante e mais participativa nas discussões do mercado. A meta é que seja uma entidade forte e grande, aumentando cada vez mais sua participação no varejo farmacêutico.

RF: Quais os projetos mais imediatos a serem tirados do papel? E qual a agenda 2021?

Jony Sousa: Dar sequência a tudo o que a gente começou e que faz com que a Abradilan se
consolide cada vez mais. Vamos finalizar o planejamento estratégico e dar visibilidade
a ele. Temos o Programa de Compliance que será colocado em prática, algo que é
superimportante para que a Associação seja cada vez mais respeitada no mercado. Vamos atualizar o Estatuto e também a Carta de Princípios, assumindo protagonismo nas agendas do mercado.

Leia também: Itens de prevenção da imunidade, higiene pessoal e testes diagnósticos são os mais trabalhados pela Abradilan

RF: Quais as propostas da Abradilan para melhorar a relação com o varejista?

Jony Sousa: É importante lembrar que a Abradilan não é uma associação comercial, mas uma associação de classe, ou seja, ela não tem relações comerciais nem com os varejistas. A Abradilan trabalha muito para desenvolver seus associados, lutando sempre para o melhor desenvolvimento da capacidade de gestão deles, dando todo suporte para que eles possam tomar decisões importantes. Para isso, temos treinamentos que
realizamos no último ano e que continuarão a todo vapor. Eles são de extrema importância para otimizar o relacionamento entre associados e varejistas. Temos o Programa de Desenvolvimento Abradilan, em que os associados podem participar de cursos online gratuitos e exclusivos. O primeiro foi Os Pilares Tributários e de Precificação para Distribuidores Farmacêuticos, com temas direcionados à área fiscal, princing, financeiro, compras e comercial. Temos também o Indicadores de Gestão Abradilan (IGA), cujo objetivo é que os distribuidores tenham uma bússola qualitativa, que os que auxilie nas tomadas de decisões importantes para os negócios. Até o momento, 61 empresas já aderiram ao projeto. Isso tem trazido ganhos excelentes, sobretudo quando se identifica o que é preciso melhorar, como está a produtividade ou a inadimplência, quais são os custos versus o faturamento da empresa, enfim, temos em mãos informações valiosas, que se tornam ótimas referências para que os associados aprimorem relacionamentos com todos os stakeholders.

RF: Quais impactos a pandemia provocou no trabalho da distribuição? E em que pé está no momento?

Jony Sousa: Sentimos um grande impacto com o fechamento do comércio, ausência presencial dos profissionais no trabalho, profissionais que foram acometidos pela Covid-19: isso tudo dificultou a logística do trabalho, mas houve grande empenho de todos os distribuidores para que as operações não fossem interrompidas, cada um encontrou uma forma de adaptação ao momento que vivemos. Nós continuamos trabalhando normalmente, de forma ininterrupta, desde o primeiro dia, garantindo o abastecimento de farmácias e drogarias dentro do prazo e mais do que isso, garantindo acesso da população à saúde. Inclusive, a Abradilan conseguiu crescer mais que o mercado, não apenas em vendas, mas também em positivação.

RF: Como a pandemia impactou o perfil de compra do varejista?

Jony Sousa: Por conta do fechamento de grandes centros, a compra por parte da população migrou paras os bairros, farmácias independentes/associativistas, ou seja, não mudou o perfil de compra, mas o local de acesso. Algumas categorias acabaram ganhando relevância, como os suplementos e itens de prevenção. A população, de forma geral, está mais preocupada com a saúde.

RF: A Abradilan tem participado da implantação da rastreabilidade de medicamentos? A distribuição já está preparada?

Jony Sousa: A Abradilan acompanha de perto e ativamente todas as etapas de decisões e publicações sobre a rastreabilidade de medicamentos. Dentro dos prazos estipulados, a distribuição estará preparada para atender à demanda.

RF: Quanto à logística reversa de medicamentos, como a Abradilan tem contribuído com a implantação da cadeia de recolhimento e destinação final?

Jony Sousa: A Abradilan é uma das 17 instituições que atuam diretamente com o Governo para a viabilização da Logística Reversa de Medicamentos no País, acreditando que a destinação final adequada é de responsabilidade de todos os elos envolvidos no processo, desde a fabricação até a comercialização, ou seja, a logística reversa é uma ação de responsabilidade compartilhada.

RF: Por mais um ano, a Abradilan não realizará seu tradicional evento. O que vocês estão preparando para quando o evento puder acontecer?

Jony Sousa: Estamos muito empenhados para que a próxima edição do Abradilan Conexão Farma seja a melhor já realizada em 16 anos, com o melhor conteúdo, melhores expositores e parceiros, fazendo deste evento algo realmente grandioso. O objetivo da Abradilan é fazer, a cada ano, um evento melhor que o outro e isso não vai mudar. Nossa expectativa é de que haja um público maior, quando o evento acontecer, até mesmo pela vontade das pessoas se reencontrarem. Todos estão ávidos por isso. Trabalharemos muito para realizar um grande evento para indústria, varejo e distribuidor.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Share on print

Notícias Canal Farma

Receba notícias, conteúdos e vídeos do YouTube sobre o setor farmacêutico com nosso canal no Telegram.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.