Comprada por grupo de franqueados, Farmais inicia plano de expansão nacional

Farmais
Foto: Divulgação

Dois anos depois da falência da Brasil Pharma, grupo empresarial do qual fazia parte, a rede de drogarias Farmais está sob nova administração. A marca foi adquirida em um leilão judicial por um grupo de 34 franqueados.

Na época em que pertencia à Brasil Pharma, a Farmais contava com 450 unidades e, mesmo durante o processo de falência, a rede não perdeu o reconhecimento do mercado. Segundo o estudo da CVA Solutions Varejo Drogarias 2021, divulgado em abril, a marca ocupa o sétimo lugar entre todas as redes de farmácia do País em relação ao custo-benefício. Hoje, a rede totaliza 212 unidades com faturamento anual de R$ 628 milhões.

Mudanças na gestão

Em julho, os novos proprietários abriram o escritório da franqueadora, na Avenida Paulista, em São Paulo, para disputar um mercado que, segundo dados da Associação Brasileira das Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma), movimenta R$ 60 bilhões anuais. A Farmais planeja a abertura de 50 unidades franqueadas até dezembro de 2021.  Em três anos, a meta é que a rede totalize pelo menos 500 lojas em todas as regiões do País.

Segundo o novo presidente e sócio da Farmais, Ricardo Uemura Kuinimi, entre os franqueados que faziam parte da rede antes da falência, cerca de 90% aderiram ao novo modelo: “A compra só foi possível porque, além do negócio, existia amor pela marca e pelo negócio franquia”.

No momento, os franqueadores atuam na definição da nova estrutura administrativa e dos gestores comerciais específicos para atender as necessidades de cada região. Além disso, a marca também passou por uma remodelação visual, com alterações nos layouts interno e externo das lojas.

Estratégia de crescimento agressiva

Os gestores da marca realizarão as compras coletivas junto à indústria, enquanto a operação logística será realizada por meio de distribuidoras parceiras. A taxa de franquias para a abertura de uma nova unidade da Farmais é de R$ 50 mil, com investimento total de R$ 450 mil. No caso da conversão de bandeiras – quando a farmácia já existe e o objetivo é passar a integrar a rede – o valor da taxa é de R$ 30 mil, com investimento total de R$ 300 mil.

Veja também: Drogaria Nova Esperança inicia plano de expansão com inauguração de loja conceito

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Notícias Canal Farma

Receba notícias, conteúdos e vídeos do YouTube sobre o setor farmacêutico com nosso canal no Telegram.

Millenium distribuidora referência no mercado pharma Espírito Santo e Rio de Janeiro

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba nossa Newsletter

Para notícias e ofertas exclusivas, digite seu e-mail abaixo.

loading...

Receba as principais notícias direto no celular

Mais lidas

Vídeo - É de Farmácia