EnglishPortugueseSpanish

Pandemia fortalece busca por assistência farmacêutica para controle de comorbidades

A pandemia da Covid-19 contribuiu para o fortalecimento da procura pela assistência farmacêutica para controle de comorbidades.
Foto: freepik

Durante a pandemia, o serviço farmacêutico ganhou força para auxiliar no controle de doenças crônicas não transmissíveis, como a diabetes, a hipertensão e as dislipidemias, comorbidades consideradas agravantes no tratamento de pacientes com Covid-19.

Período da pandemia

O gerente do Projeto de Assistência Farmacêutica da Medlevensohn, Frederico Theobaldo, explica que os portadores dessas doenças podem fazer a medição regular de seus indicadores, além de receber as orientações sobre a necessidade de irem a hospitais ou postos de saúde.

“Desde o início da pandemia, muitos portadores dessas doenças têm evitado ir a consultas médicas e relegado o acompanhamento das enfermidades a segundo plano, por receio de se contaminar com o novo coronavírus no trajeto ou na sala de espera. Com a assistência farmacêutica, o controle pode ser realizado de maneira rápida e em um local que fica muito próximo da casa da pessoa”, afirma Theobaldo.

Parceria com ClinicarX e próprio sistema

A empresa, que possui em seu portfólio equipamentos utilizados para aferição de glicemia, colesterol e pressão arterial, firmou uma parceria com a ClinicarX, sistema que emite laudos que o paciente pode levar ao médico.

Para os locais em que não há a parceria, a Medlevensohn vem trabalhando em sua própria plataforma, o MedSis. “O fortalecimento da assistência farmacêutica e sua expansão a todo o País é muito importante para que os brasileiros se cuidem mais, passando a acompanhar regularmente seus níveis de pressão, colesterol e glicemia. Com fácil acesso a esses serviços, a triagem e o acompanhamento dessas doenças, várias complicações e mortes poderão ser evitadas”, diz o gerente do projeto.

Assistência farmacêutica no futuro

A atualização da RDC 44 pela Anvisa traz esperança ao executivo, pois atualmente estão autorizadas atualmente apenas os testes de glicemia, pressão arterial e Covid-19 – este último mediante a publicação da RDC 377/2020. Mas vários estados do Brasil, como Rio Grande do Sul e Distrito Federal, possuem regulamentações próprias que autorizam a realização de outros testes.

“A chegada do novo coronavírus reforçou a busca por atendimentos que possam ser prestados remotamente ou em locais próximos. Praticamente todos os brasileiros têm farmácias nos arredores de suas casas. Por isso, nós identificamos um potencial de crescimento em um ano desse tipo de assistência, em torno de 20% da rede nacional de farmácias, que gira em torno de 80 mil estabelecimentos”, comenta Theobaldo.

Veja também: Farmácias totalizam mais de 600 mil testes de Covid-19

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Share on print
Millenium distribuidora referência no mercado pharma Espírito Santo e Rio de Janeiro

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba nossa Newsletter

Para notícias e ofertas exclusivas, digite seu e-mail abaixo.

City Farma - Invista na abertura de um bom negócio

Receba as principais notícias pelo nosso grupo

curta nossa fanpage

Mais lidas

Vídeo - É de Farmácia

Televendas Zamboni
Fechar Menu