EnglishPortugueseSpanish

Raia Drogasil quer ir além do varejo farmacêutico com plano para 2025

Raia Drogasil traça plano para 2025
Foto: Divulgação

A Raia Drogasil (RD) quer deixar de ser apenas uma rede de farmácias e cuidar da saúde do consumidor de forma integral. Conforme publicado na última semana pelo site do Valor Econômico, essa mudança faz parte do plano estratégico da empresa até o ano de 2025, e engloba a ampliação do leque de serviços nas unidades físicas, o lançamento de um marketplace de itens de saúde e a criação de uma plataforma digital que reunirá serviços como telemedicina, psicólogo e treinador físico, além de aplicativos ligados a saúde e bem-estar. O plano também busca abrir 480 novas lojas entre 2021 e 2022.

O presidente da RD, Marcílio Pousada, comenta: “A saúde hoje é muito fragmentada e essas novidades aumentam nosso mercado potencial. Tem um vazio no mercado de saúde. Ninguém trabalha com prevenção. Os players ganham dinheiro com a doença”.

Conheça as estratégias

O plano se divide em três pilares. O primeiro, chamado de nova farmácia, visa intensificar a oferta de serviços como vacinação, aferimento de pressão e medição de glicemia, e também possibilitar a digitalização de processos, como a retirada de produtos adquiridos online nas lojas físicas. Dessa forma, as unidades passariam a ser conhecidas como health hubs.

O segundo ponto diz respeito ao varejo online da Raia Drogasil, que lança este mês a estrutura piloto do marketplace. A ideia é conseguir dar um salto na oferta atual de produtos, indo de 12 mil itens para 100 mil. Dessa forma, a empresa poderá vender, por meio de terceiros, itens como lentes de contato, suplementos alimentares, cadeira de rodas ou produtos manipulados.

O último pilar é a criação de uma plataforma de saúde que reunirá serviços de telemedicina, atividade física, aplicativos de meditação e de monitoramento do sono. Eugênio De Zagottis, vice-presidente de planejamento corporativo e relações com investidores da RD, revela que a empresa quer ter a jornada do cliente por inteiro.

“A farmácia vai ser um hub de saúde, onde a pessoa pode fazer alguns exames rápidos e as teleconsultas poderão ser realizadas com acompanhamento de um enfermeiro. Com a capilaridade que temos, conseguimos fazer”, afirma De Zagottis.

Investimentos

A empresa afirma que não tem uma meta do quanto será investido para alcançar os três pontos, mas a média histórica de investimento gira em torno de R$ 600 milhões a R$ 700 milhões por ano. Parte dos recursos estão sendo aplicados pelo braço de investimentos em startups RD Ventures, criada para o plano estratégico e que já fez sua primeira aquisição: uma participação no marketplace da farmácia de manipulação Manipulaê.

Veja também: Rede São João conquista o Prêmio Top of Mind RS pela sexta vez consecutiva

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Share on print
Millenium distribuidora referência no mercado pharma Espírito Santo e Rio de Janeiro

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba nossa Newsletter

Para notícias e ofertas exclusivas, digite seu e-mail abaixo.

City Farma - Invista na abertura de um bom negócio

Receba as principais notícias pelo nosso grupo

curta nossa fanpage

Mais lidas

Vídeo - É de Farmácia

Televendas Zamboni
Fechar Menu