EnglishPortugueseSpanish

Jornais O Globo, Extra e Expresso apresentam plataforma para varejo

Darlene Campos durante a apresentação da plataforma Qual Oferta
Darlene Campos durante a apresentação da plataforma Qual Oferta

No último dia 30 de outubro, houve a apresentação da plataforma “Qual Oferta”, voltada para o varejo com foco em supermercados, drogarias e lojas de departamento do Rio de Janeiro e Grande Rio. O movimento é uma iniciativa dos jornais O Globo, Extra e Expresso.

O principal objetivo da plataforma é ser uma solução para quem vende e uma oportunidade para quem compra. Por isso, em setembro deste ano, foi feita uma pesquisa com 709 pessoas sobre o comportamento do consumidor nas redes sociais dos jornais O Globo e Extra.

Nela, pode-se perceber que:

  • 83% vão, pelo menos, uma vez por mês em drogarias;
  • O ticket médio, somando o público dos supermercados e lojas de departamento, chegou a R$ 1.013,00;
  • 41% buscam produtos de higiene e beleza;
  • 63% escolhem o lugar onde compram pelo preço competitivo.

A plataforma “Qual Oferta”

Ainda em desenvolvimento, a previsão é que o hub de conteúdo vá ao ar apenas em novembro. Ele atuará em multiplataforma, ou seja, no meio digital, nas redes sociais, por meio de impressão, exposição e ações locais.

Tudo será feito pelos “caçadores de ofertas”, que realizarão diversas ações:

  • Os caçadores escolhem as melhores ofertas para anunciar nas capas e redes sociais dos três jornais e no hub de conteúdo;
  • Olha o Desconto – fórum em que as pessoas poderão conversar sobre ofertas;
  • Libera Aí – votação com produtos que os leitores gostariam de ver em promoção;
  • Encartes – repositório de encartes;
  • Como Economizar – conteúdos editoriais sobre como economizar nas compras;
  • Ação de divulgação por bases de contatos no WhatsApp;
  • Experiência – Extra Sorteia, com sorteios de prêmios, e Grana Extra, com cupons de desconto e Clube O Globo, com descontos para assinantes;
  • Ação de Impacto – trabalhar com anunciante para descobrir quais regiões ele tem mais problema para impactar e promover anúncios.

Visão de mercado consumidor atual

Para finalizar o evento, o antropólogo e especialista em Consumo, Michel Alcoforado, fez uma breve apresentação sobre as gerações de consumidores. O ideal de consumo dos baby boomers (nascidos nos anos 40 a 60) equivale à liberdade, o que era ótimo para o varejo, pois eles compravam o que fosse necessário para se satisfazerem.

A geração X (anos 60 a 80) encara o consumo como uma forma de identidade, vendo a marca como algo em que pode sentir confiança, ajudando a construir sua imagem.

Enquanto isso, a geração Y, também conhecida como millenials (anos 80 a 95), trata o consumo como parte do lifestyle, considerando apenas as marcas que condizem com o que desejam aparentar.

A última geração é a Z (95 a 2010), que volta a ideia de que consumo é liberdade, mas misturada com deboche. Não à toa, os conceitos da cultura de “cancelamento” e “sem tempo irmão” estão em alta.

“Hoje em dia, os consumidores mudam de opinião muito rápido. O que agradava na semana passada hoje já desagrada, e tudo depende de apenas uma palavra dita ou interpretada de forma errada. É com isso que o varejo precisa se preocupar”, finaliza Alcoforado.

Veja também: Jovem cria aplicativo para pacientes com câncer

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Share on print
Millenium distribuidora referência no mercado pharma Espírito Santo e Rio de Janeiro

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba nossa Newsletter

Para notícias e ofertas exclusivas, digite seu e-mail abaixo.

City Farma - Invista na abertura de um bom negócio

Receba as principais notícias pelo nosso grupo

curta nossa fanpage

Mais lidas

Vídeo - É de Farmácia

Televendas Zamboni
Fechar Menu