Homens gastam, em média, 48 min com rotina de beleza diária

Untitled-2

As preferências dos consumidores em relação aos produtos de beleza que utilizam continuam a evoluir, criando novas oportunidades para as marcas atraírem os consumidores por meio de produtos inovadores. No estudo “Beauty Survey 2018”, a Euromonitor International entrevistou 20 mil consumidores em 20 países para identificar as principais tendências no setor de beleza e cuidados pessoais.

Beleza associada à saúde e limpeza

O mercado de beleza possui um grande potencial. Em 2017, o setor movimentou globalmente US$460 bilhões e deverá crescer 6% em 2018, segundo dados da Euromonitor International. Para 54% dos 20 mil entrevistados no estudo acreditam que o conceito “beleza” está associado com ter uma aparência saudável. Higiene e limpeza também foram respostas indicadas por mais da metade dos entrevistados. Há, contudo, uma variação entre as gerações sobre o entendimento e associações feitos ao conceito “beleza”. Por exemplo, a Geração Z é três vezes mais propensa do que a geração dos Baby Boomers a associar beleza com diversidade.

Homens expandem sua rotina de beleza

A venda de produtos de beleza voltados aos homens movimentou globalmente US$ 50 bilhões em 2017 e deverá crescer 16% até 2020, segundo dados da Euromonitor International. Para muitos homens, a rotina de beleza está centralizada nos cabelos, sendo que mais de 40% dos entrevistados no estudo afirmam utilizar shampoo pelo menos uma vez ao dia. O estudo faz uma comparação entre os países envolvidos no estudo (foram 20 ao total). O brasileiro gasta em média 48 minutos com sua rotina de beleza diariamente e utiliza em torno de 5 produtos por dia. As principais preocupações deles com a pele e cabelo são os cravos e a oleosidade, respectivamente.

Beleza encontra a ciência nos dermocosméticos

Muitos consumidores associam beleza com saúde e bem-estar. Alguns deles vão ainda mais longe, buscando produtos de beleza com formulações científicas e medicamentosas assim como benefícios terapêuticos para a pele ou cabelos. Resultados do estudo indicaram que 18% dos entrevistados reportaram buscar produtos para pele que sejam testados por dermatologistas enquanto 9% buscam ingredientes medicamentosos. Os dermocosméticos são frequentemente percebidos como produtos mais premium, levando tanto as marcas de produtos de beleza quanto farmacêuticas à investirem em pesquisa e desenvolvimento.

Para fazer o download do relatório acesse aqui.

Fonte: Euromonitor

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Notícias Canal Farma

Receba notícias, conteúdos e vídeos do YouTube sobre o setor farmacêutico com nosso canal no Telegram.

Millenium distribuidora referência no mercado pharma Espírito Santo e Rio de Janeiro

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba nossa Newsletter

Para notícias e ofertas exclusivas, digite seu e-mail abaixo.

loading...

Receba as principais notícias direto no celular

Mais lidas

Vídeo - É de Farmácia