EnglishPortugueseSpanish

Close-up lança dados sobre impacto da Covid-19 na prescrição médica

A Close-up International liberou dados que falam sobre o impacto da Covid-19 na prescrição médica no mês de abril de 2020 no Brasil.
Covid-19 impactou prescrição médica no mês de abril
Foto: freepik

A Close-up International, empresa que audita o setor farmacêutico, publicou um documento com todas as informações levantadas sobre os impactos da pandemia da Covid-19 na prescrição médica. Os dados são referentes ao mês de abril de 2020.

Evolução de mercado

O número de prescrições gerais no quarto mês do ano sofreu uma queda significativa de 22% em relação ao mês de março – saiu de 11,2 milhões para 8,8 milhões. Segundo a Close-up, essa diminuição se dá pela queda de produtividade dos médicos, ou seja, houve uma redução significativa das consultas médicas presenciais.

As prescrições per capta também tiverem uma diminuição de 20%, saindo de 24 em março para 19 em abril. Contudo, não houve queda significativa de médicos prescritores, já que a diferença entre abril e março é de –0,2%. 

Especialidades mais impactadas

Especialidades médicas que prescrevem, majoritariamente, medicamentos de uso contínuo (como PSQ, CRD e CLG), tiveram em abril um aumento de participação de 35,9% em relação ao primeiro trimestre de 2020. Já as que prescrevem medicamentos de uso agudo (como GOB, PED e ORT) perderam participação em relação aos três primeiros meses, somando 10,7%.

Doenças mais impactadas

As doenças tratadas por medicamentos de uso contínuo tiveram um aumento de representatividade grande no mês de abril em comparação com o primeiro trimestre do ano. Transtornos mentais, por exemplo, passaram de 22,6% para 25,59%; hipertensão foi de 13,8% para 15,7%; e convulsão foi de 6,7% para 7,7%.

Uso agudo versus uso crônico

No mês de abril, os medicamentos de uso crônico tiveram um aumento de representatividade de 7,3% em relação ao primeiro trimestre de 2020, chegando a 62,9%. Já os de uso agudo caíram 7,3%, chegando a 37,1%.

Controlados, Farmácia Popular e outros

Houve um aumento em abril na participação dos medicamentos controlados e do Farmácia Popular em relação aos outros medicamentos – os primeiros cresceram 1,2%, chegando a 46,1%; os segundos cresceram 2,7%, chegando a 22,5%; e os terceiros tiveram uma queda de 3,9%, chegando a 31,4%.

Veja também: Canal farma tem crescimento de 28,9% em meio a coronavírus

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Share on print
Millenium distribuidora referência no mercado pharma Espírito Santo e Rio de Janeiro

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba nossa Newsletter

Para notícias e ofertas exclusivas, digite seu e-mail abaixo.

City Farma - Invista na abertura de um bom negócio

Receba as principais notícias pelo nosso grupo

curta nossa fanpage

Mais lidas

Vídeo - É de Farmácia

Televendas Zamboni
Fechar Menu