EnglishPortugueseSpanish

Rússia anuncia primeiro lote de vacinas da Covid-19 para setembro

Os testes de fase 3 da vacina devem começar nesta semana, segundo o cronograma publicado online.
Rússia anuncia primeiros lotes de vacinas para setembro
Foto: freepik

O portal de notícias G1 publicou que, na tarde desta segunda-feira (31/8), o ministro da Saúde russo, Mikhail Murashko, anunciou que está prevista para setembro a entrega do primeiro lote da vacina contra a Covid-19, denominada Sputnik V.

Testes da vacina

Os testes de fase 3 da vacina, com 40 mil voluntários, devem começar nesta semana, de acordo com o cronograma publicado online. É nesta etapa que a eficácia e a segurança da imunização são testadas em larga escala. Espera-se que 30 mil participantes recebam a vacina, e os outros 10 mil, um placebo, servindo de grupo controle.

Murashko informou ao jornal The Moscow Times que já foram recrutadas cerca de 2,5 mil pessoas para o teste. Além disso, profissionais de saúde e professores serão prioridade nos ensaios.

Produção

O ministro da Saúde da Rússia disse ainda que a produção da vacina caminha paralelamente ao monitoramento e ao pós-registro da eficácia da imunização: “Quanto à vacinação contra o coronavírus, neste momento, simultaneamente, o aumento da produção e a observação pós-registro estão em andamento. Em primeiro lugar, claro, as vacinas serão fornecidas para profissionais de saúde e professores, e isso [vacinação] será absolutamente voluntário”.

O Fundo de Investimento Direto Russo (RDIF), responsável por coordenar a produção da imunização, informou que, além da Rússia, outros cinco países devem participar dos testes. Contudo, não foi dito quais serão esses países e nem quantos voluntários cada um terá.

Panorama geral

No dia 11 de agosto, a Rússia se tornou o primeiro país do mundo a aprovar uma vacina contra a Covid-19. O fato foi criticado pela comunidade internacional, pois não foram publicados estudos que mostrassem a eficácia da vacina. O país, contrariando as expectativas, anunciou no dia seguinte que começaria a vacinar médicos em duas semanas.

De acordo com o governo russo, mesmo em meio às polêmicas, pelo menos 20 países solicitarão mais de um bilhão de doses da Sputnik V. O The Moscow Times apurou no site do Ministério da Saúde russo que a vacina deve entrar em circulação civil em 1º de janeiro de 2021.

Segunda vacina

Na semana passada, a Rússia anunciou que preparava a aprovação de uma segunda vacina contra a Covid-19, mesmo em fase inicial de testes. A autorização de ensaios clínicos da vacina foi concedida em julho e, segundo o presidente Vladimir Putin, a previsão é de que ela fique pronta em setembro.

Veja também: Doria afirma que vacina contra Covid-19 estará no SUS em dezembro de 2020

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Share on print
Millenium distribuidora referência no mercado pharma Espírito Santo e Rio de Janeiro

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba nossa Newsletter

Para notícias e ofertas exclusivas, digite seu e-mail abaixo.

City Farma - Invista na abertura de um bom negócio

Receba as principais notícias pelo nosso grupo

curta nossa fanpage

Mais lidas

Vídeo - É de Farmácia

Televendas Zamboni
Fechar Menu