EnglishPortugueseSpanish

Abradilan recomenda análise de giro e demanda para compras do mix de inverno

Farmácias devem estudar principais vendas que ocorrem no inverno
Foto: freepik

A mudança nas estações do ano acaba gerando sazonalidade para muitos produtos e, consequentemente, hábitos de consumo. Semanas antes do início do inverno, algumas regiões do Brasil já estão vivendo dias mais frios, o que indica que a estação será rigorosa. Com isso, a revisão das compras, do estoque e do sortimento precisam ser feita pelas farmácias.

Segundo a Associação Brasileira de Distribuição e Logística de Produtos Farmacêuticos (Abradilan), as empresas devem analisar o histórico de vendas do mesmo período do ano passado, identificando quais categorias tiveram maior giro e quais não tiveram bom desempenho para assim definir o sortimento a ser trabalhado e as quantidades das compras que deverão abastecer o estoque.

Produtos que se destacam no inverno

Vinicius Andrade, presidente da Associação, diz que, neste momento, é fundamental recorrer aos fornecedores para conhecer os lançamentos da temporada e as grandes apostas. “Os produtos com apelo sazonal de inverno devem ganhar mais espaço nas gôndolas, como vitaminas C e D; antigripais; analgésicos e antitérmicos; lenços descartáveis; higienizadores nasais; soros fisiológicos; xaropes; pastilhas; inaladores; umidificadores de ar; termômetros; hidratantes; protetores labiais; além do álcool em gel, que já passou a ser uma realidade na vida dos brasileiros. É importante considerar quais são as novas necessidades”.

Definição de estoque

Para definir o sortimento e o estoque, cinco fatores devem ser levados em consideração para fazer a análise das vendas e a projeção das compras:

1 – Histórico das vendas do ano anterior para usar como base para o ano atual;

2 – Histórico de saída do mês anterior para usar como base das compras para o seguinte;

3 – Informações concedidas pelos fornecedores, sobre estimativas de lançamentos de produtos;

4 – Condições climáticas e de saudabilidade da estação atual;

5 – Situação da pandemia provocada pela Covid-19.

As compras devem ser acrescidas proporcionalmente e sempre levando em consideração os relatórios que trazem informações sobre o giro e a demanda das principais curvas de compra.

Veja também: Close-up lança dados sobre impacto da Covid-19 na prescrição médica

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Share on print
Millenium distribuidora referência no mercado pharma Espírito Santo e Rio de Janeiro

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba nossa Newsletter

Para notícias e ofertas exclusivas, digite seu e-mail abaixo.

City Farma - Invista na abertura de um bom negócio

Receba as principais notícias pelo nosso grupo

curta nossa fanpage

Mais lidas

Vídeo - É de Farmácia

Televendas Zamboni
Fechar Menu