EnglishPortugueseSpanish

Buscas por empresas farmacêuticas aumentou 20% em 2020

Buscas por empresas farmacêuticas cresce na pandemia
Foto: freepik

Com o objetivo de entender o comportamento do brasileiro em relação à procura por medicamentos em meio à pandemia, a SEMrush, líder global em marketing digital, realizou um estudo que mostrou um aumento significativo nas buscas por itens como ivermectina, azitromicina, cloroquina e hidroxicloroquina. Além disso, algumas marcas de produtos e farmacêuticas também foram buscadas, totalizando um aumento de 20% em relação ao ano de 2019.

Laboratórios e marcas

A procura pela marca Cremer, por exemplo, um fabricante de produtos usados na prevenção da Covid-19, teve uma média mensal de 88 mil buscas em 2020, o equivalente a um crescimento de 35% em relação a 2019.

Empresas como Eurofarma também foram mais pesquisadas – a média mensal de janeiro a julho foi de 51 mil buscas, com o pico no mês de julho (40,5 mil). Já a farmacêutica Pfizer, em razão dos estudos da vacina experimental, teve um aumento de 551% nas pesquisas entre os meses de março e julho, sendo 90,5 mil delas somente no sétimo mês do ano. A EMS foi a farmacêutica que teve a maior alta nas buscas em julho (22%), com 33 mil pesquisas.

Ao analisar a média de tráfego mensal nos sites das cinco principais representantes da indústria farma em relação a 2019, é possível notar um crescimento de 161% em relação à Eurofarma, 104% em relação à Medley, 80% em relação à EMS, 72% em relação à Sanofi e 28% em relação à Novartis.

Medicamentos

Ao analisar as buscas em relação a medicamentos, o termo cloroquina teve um crescimento de 8.143% entre fevereiro e março de 2020, saltando de 14 mil para mais de 1,2 milhão de buscas. A ivermectina cresceu 3.618%, indo de 110 mil para 4,090 milhões.

A azitromicina foi procurada 152% mais vezes em relação a 2019, chegando a uma média mensal de 599 mil pesquisas em 2020. Já hidroxicloroquina teve o ápice de buscas em abril, sendo procurada 301 mil vezes, o equivalente a 652% a mais do que o mesmo mês em 2019.

Custos por clique

Com o início da pandemia em março, houve também um aumento no custo por clique (CPC) em anúncios pagos de empresas do setor farmacêutico, a partir de buscas pelos termos “medicamento genérico” e “remédio genérico”.

Em todo o Brasil, um dos termos mais pesquisados foi “farmácia 24h”, com média de custo de R$ 321,86 em janeiro, enquanto no mês de março o termo mais procurado foi “medicamentos genéricos e similares”, no valor de R$ 130.385 por clique.

Veja também: Biogen submete ao Ministério da Saúde novo pedido de incorporação de medicamento para atrofia muscular espinhal

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Share on print
Millenium distribuidora referência no mercado pharma Espírito Santo e Rio de Janeiro

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba nossa Newsletter

Para notícias e ofertas exclusivas, digite seu e-mail abaixo.

City Farma - Invista na abertura de um bom negócio

Receba as principais notícias pelo nosso grupo

curta nossa fanpage

Mais lidas

Vídeo - É de Farmácia

Televendas Zamboni
Fechar Menu