Close-up publica News com dados do mercado farmacêutico em março

Close-up publica dados de mercado de março
Foto: freepik

A Close-up International, uma das empresas responsáveis por auditar o mercado farmacêutico brasileiro, publicou sua News mensal com os dados dos últimos 12 meses acumulados terminados em março de 2021 (MAT 3/2021). De forma geral, o setor apresentou crescimento em relação a anos anteriores, ainda que tenha sido mais lento.

Em relação à média de preços de compra em farmácias, por exemplo, o valor chegou a R$ 95,45 bilhões no MAT 3/2021, 10% a mais do que os R$ 86,81 bilhões do ano anterior. A análise do número de unidades comercializadas também mostra um crescimento – foram 6,68 bilhões nos 12 meses terminados em março, um aumento de 4,2% em relação a 2020, quando foram 6,42 bilhões de produtos.

Categorias mais vendidas

A categoria que mais contribuiu para esse resultado foi a de Marca, ou seja, os produtos que possuem descontos menores do que 50%. No período contabilizado, foram vendidos R$ 39,74 bilhões produtos. Em seguida aparecem os Não Medicamentos, que movimentaram R$ 28,78 bilhões.

Em terceiro lugar aparecem os Genéricos, com R$ 11,56 bilhões em vendas, seguidos dos Exclusivos, ou seja, produtos de referência ou similares, com R$ 10,36 bilhões movimentados e, por fim, a categoria de Trade, ou seja, os produtos com desconto superior a 50%, que representaram o equivalente a R$ 5,01 bilhões.

Crescimento por regiões do País

A região Sudeste continua sendo a que possui os maiores resultados – R$ 47,43 bilhões –, embora seja a que teve o menor crescimento em relação ao ano de 2020: 6,5%. A região Nordeste aparece na segunda posição com R$ 17,83 bilhões, um aumento de 16% na comparação com os 12 meses anteriores.

No terceiro lugar aparece a região Sul, que movimentou R$ 16,58 bilhões. Esta foi a segunda região mais prejudicada, com um crescimento de apenas 8,3% em reais. A região Centro-Oeste teve um aumento bastante positivo de 13,5%, chegando a R$ 8,41 bilhões. Já a região Norte aparece com os piores resultados – R$ 5,18% –, mas foi a que teve mais melhora na comparação com 2020: 17,5%.

Canais do varejo

O estudo da Close-up mostrou também a participação dos canais do varejo no MAT 3/2021. Com a pandemia, as grandes redes foram as mais impactadas, com um crescimento de apenas 2,9% e chegando a movimentar R$ 48,62 bilhões.

Em seguida aparecem as farmácias independentes, beneficiadas durante o período de isolamento social. Elas tiveram um crescimento de 18,7%, o que equivale a R$ 24,25 bilhões. Em terceiro lugar estão as redes associativistas, que tiveram o segundo maior crescimento do mercado: 18,1%, chegando a R$ 13,06 bilhões.

Redes que não fazem parte de um grupo ficaram em quarto lugar, com um crescimento de 14,7%, o que corresponde a R$ 6,09 bilhões. Outras farmácias tiveram o maior crescimento na comparação entre o MAT 3/2021 e o MAT 3/2020: 23,6%, chegando a R$ 3,43 bilhões.

Veja também: IQVIA libera dados completos do varejo farmacêutico em março

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Notícias Canal Farma

Receba notícias, conteúdos e vídeos do YouTube sobre o setor farmacêutico com nosso canal no Telegram.

Millenium distribuidora referência no mercado pharma Espírito Santo e Rio de Janeiro

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba nossa Newsletter

Para notícias e ofertas exclusivas, digite seu e-mail abaixo.

loading...

Receba as principais notícias direto no celular

Mais lidas

Vídeo - É de Farmácia