Interfarma promove campanha de vacinação nacional além da Covid-19

Interfarma lança campanha de vacinação infantil
Foto: freepik

Dados divulgados recentemente pelo Ministério da Saúde mostram que metade das crianças brasileiras não recebeu todas as vacinas previstas no Calendário Nacional de Imunização em 2020. A pandemia de Covid-19 pode ter sido responsável por aumentar esse número, mas desde 2015 o País não atinge 90% de imunizações infantis.

Para ajudar a levar conhecimento sobre o assunto, a Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa (Interfarma), com o apoio da Sociedade Brasileira de Medicina Farmacêutica (SBMF), inicia em março a campanha Esquadrão da Vacina, com abrangência nacional.

Campanha Esquadrão da Vacina

A primeira ação contará com informações enviadas por WhatsApp e uma equipe para responder dúvidas da população. Além disso, com a participação da Central Única das Favelas (CUFA), realizará campanhas em 12 comunidades do País, por meio de outdoor, panfletagem, spots nas rádios comunitárias, carros de som e display em 120 pontos comerciais.

Elizabeth de Carvalhes, presidente da Interfarma, comenta: “A queda no índice de vacinação deveria ser uma preocupação de todos, pois há possibilidade de doenças, até então erradicadas ou controladas, reaparecerem. A vacinação é crucial para termos um país mais saudável, livre de surtos e epidemias. Este é o fator principal que nos fez realizar a campanha Esquadrão da Vacina”.

Taxa de vacinação

Em 1930, por exemplo, as doenças infecciosas e parasitárias representavam 45,7% dos óbitos do Brasil, índice que caiu para 4,3% em 2010. Na década de 1980, sarampo, poliomielite, rubéola, síndrome da rubéola congênita, meningite, tétano, coqueluche e difteria causaram 5,5 mil óbitos em crianças de até cinco anos, enquanto em 2009 foram apenas 50.

Mesmo com os números impressionantes, muitos pais se recusam a vacinar seus filhos, o que pode colocar em risco as vidas das crianças. Entre os motivos, estão questionamentos de segurança, efeitos colaterais ou não acreditarem que são suscetíveis às doenças.

Segurança

O objetivo da campanha é evidenciar que toda vacina licenciada para uso passa por um rigoroso processo de produção e avaliação, desde estudos e pesquisas até testes clínicos. Além disso, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) também avalia e aprova os imunizantes, além de acompanhar possíveis efeitos adversos.

Veja também: Biogen Brasil lança campanha de conscientização de AME

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Share on print

Notícias Canal Farma

Receba notícias, conteúdos e vídeos do YouTube sobre o setor farmacêutico com nosso canal no Telegram.

Millenium distribuidora referência no mercado pharma Espírito Santo e Rio de Janeiro

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba nossa Newsletter

Para notícias e ofertas exclusivas, digite seu e-mail abaixo.

Receba as principais notícias direto no celular

Mais lidas

Vídeo - É de Farmácia