Surto de gripe reforça alerta sobre uso abusivo de antimicrobianos

surto de gripe provoca discussão sobre abuso de antimicrobianos
Foto: freepik

O surto de gripe que vem ocorrendo no Brasil, em meio à pandemia da Covid-19, vem gerando preocupações em autoridades e especialistas da saúde. Os sintomas em comum – tosse, febre, espirros, dor no corpo e garganta – tornam o diagnóstico confuso e, por isso, muitas vezes os pacientes são medicados com antibióticos sem necessidade. O comportamento pode piorar o já grave problema das bactérias resistentes aos antimicrobianos.

Carolina Xaubet, farmacêutica do Centro Brasileiro de Informação sobre Medicamentos (Cebrim/CFF), comenta sobre o problema: “Quando os antibióticos são necessários, os benefícios geralmente superam os riscos de efeitos colaterais ou resistências aos antimicrobianos. No entanto, muitos antibióticos são prescritos desnecessariamente e/ou mal utilizados, o que ameaça a utilidade desses medicamentos”.

Segundo a farmacêutica, é importante que o uso de antibióticos aconteça só quando necessário para prevenir a resistência a eles. Dados da Fiocruz mostram que, durante a pandemia, houve um aumento na disseminação das ‘superbactérias’. Em 2019, eram pouco mais de mil isolados de bactérias resistentes a antibióticos. Até outubro de 2021, o número subiu para 3,7 mil.

Existem diversas formas de como o farmacêutico pode contribuir para o combate à resistência bacteriana e para a promoção do uso correto de antimicrobianos. “Ele pode promover a adoção de medidas preventivas para evitar a disseminação de microrganismos multirresistentes, incentivar a adesão ao protocolo clínico de tratamento, não utilizar antibióticos no tratamento da Covid-19 ou de outra doença se não houver suspeita clínica ou confirmação de coinfecção bacteriana ou infecção secundária”, afirma Carolina.

Além disso, realizar a conversão da via intravenosa para a via oral quando possível, avaliar diariamente o tratamento com antimicrobianos e sugerir a descontinuação se os marcadores clínicos não forem sugestivos de infecção bacteriana ou fúngica também são opções.

Veja também:  Aspen Pharma alerta sobre os riscos da automedicação

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Notícias Canal Farma

Receba notícias, conteúdos e vídeos do YouTube sobre o setor farmacêutico com nosso canal no Telegram.

Millenium distribuidora referência no mercado pharma Espírito Santo e Rio de Janeiro

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba nossa Newsletter

Para notícias e ofertas exclusivas, digite seu e-mail abaixo.

loading...

Receba as principais notícias direto no celular

Mais lidas

Vídeo - É de Farmácia