EnglishPortugueseSpanish

Uso de máscaras de proteção pode causar acne. Veja como evitá-las

Máscaras de proteção podem causar acne
Foto: freepik

Em plena pandemia da Covid-19, o uso de máscaras faciais de proteção é fundamental. Contudo, a sua extensa utilização pode acabar gerando inflamações faciais, também conhecidas como acnes, até mesmo em pessoas adultas. O fenômeno já ganhou um nome na dermatologia: maskne, junção das palavras “máscara” e “acne”.

Essa e outras inflamações são resultantes do atrito do tecido com a pele e da alta produção de sebo e sudorese, causadas pelo abafamento da região. Com a proximidade do verão, a tendência é que o problema aumente ainda mais com as altas temperaturas.

Cuidados com a pele e escolha do tecido

A médica dermatologista Fátima Tubini explica que a escolha do tecido do item obrigatório pode amenizar alguns sinais de maskne: “O material utilizado na máscara interfere, então dê preferência ao algodão, um tecido macio e que tem baixa probabilidade de causar irritação. Outro fator que contribui para o não desenvolvimento da maskne é a troca de máscaras durante o dia, principalmente para aqueles que a utilizam em longos períodos. O ideal é fazer a troca a cada quatro horas ou quando sentir a máscara molhada”.

Além disso, mudanças na rotina de cuidado podem beneficiar a pele, como a higienização diária com sabonete próprio para o rosto, esfoliação duas vezes por semana e o uso de produtos leves. “Procure evitar o uso de maquiagem, pois ela piora o efeito oclusivo da máscara. Durante esse período, opte por produtos com cosmética mais leve, rica em água e textura oil free, isso também vale para o protetor solar”, reforça a médica.

Atendimento médico

Caso a acne persista, mesmo mantendo os cuidados que ajudam a prevenir e minimizar as lesões, é recomendado que um médico seja consultado. “Talvez seja necessário um tratamento dermatológico, com ajustes na rotina de pele. Luz intensa pulsada, limpeza de pele e tratamentos a laser também podem ajudar a solucionar, mas devem ser recomendados por um especialista”, finaliza Fátima.

Veja também: EMS lança primeiro anti-inflamatório nanomolecular do Brasil

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Share on print
Millenium distribuidora referência no mercado pharma Espírito Santo e Rio de Janeiro

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba nossa Newsletter

Para notícias e ofertas exclusivas, digite seu e-mail abaixo.

City Farma - Invista na abertura de um bom negócio

Receba as principais notícias pelo nosso grupo

curta nossa fanpage

Mais lidas

Vídeo - É de Farmácia

Televendas Zamboni
Fechar Menu