EnglishPortugueseSpanish

Arboviroses: contribuições do farmacêutico na prevenção dessas doenças

Arbovírus são passados por meio de mosquitos como o da dengue
Foto: freepik

Arboviroses são as doenças causadas pelos arbovírus, vírus transmitidos por mosquitos hematófogos como os da dengue, zika vírus, febre chikungunya e da febre amarela. As doenças são transmitidas apenas pelos mosquitos infectados com o sangue de alguém com o vírus; humanos ou animais picados não os transmitem.

O período do verão é o mais propício à proliferação do mosquito Aedes aegypti, por causa das chuvas. Porém, a transmissão ocorre durante todo o ano, pois o mosquito sobrevive em temperaturas mais baixas. Acontece que, no Brasil, são poucas as regiões que têm um rigoroso inverno e, mesmo nos locais em que a estação é bem definida, o mosquito consegue sobreviver.

Importante ressaltar que os ovos do Aedes aegypti podem sobreviver por um ano ou mais sem água. Porém, dentro de casa, como a temperatura sempre é mais alta, as larvas podem se desenvolver normalmente em locais com pouca água, como os pratinhos de plantas, ralos sem muito uso e bandeja de geladeira, e se transformarem em mosquitos.

Assim, para diminuir ou eliminar essas doenças, é preciso o engajamento de todos para eliminar o mosquito e seus criadouros. Essas doenças têm muitos fatores em comum: o transmissor, o diagnóstico, os sintomas, os tratamentos e mesmo as sequelas, bem como a forma de prevenção, já que eliminando o mosquito Aedes, diminuímos consideravelmente a propagação das doenças.

A febre amarela tem como principais sintomas a febre alta, mal-estar, dores musculares, dor de cabeça e calafrios. Os principais sintomas da dengue são febre alta súbita, náuseas, vômitos, dor no corpo, dor de cabeça e articulações, geralmente com manchas vermelhas no corpo e coceira.

Já na zika os sintomas mais comuns são febre moderada, dor de cabeça, dor nas articulações, vermelhidão nos olhos, manchas vermelhas no corpo com coceira e cansaço. Porém, algumas pessoas negam qualquer sintoma. Na chikungunya, os sintomas se confundem com os da dengue, com febre alta súbita, dor de cabeça, dor nas articulações com edema, manchas vermelhas e coceira no corpo.

Tratamentos para as arboviroses são baseados nos sintomas apresentados. O farmacêutico deve estar capacitado para prevenir o uso incorreto de medicamentos, evitar reações adversas e agravos das doenças. Pacientes com suspeita de dengue, zika vírus ou febre chikungunya devem evitar medicamentos à base de ácido acetilsalicílico (aspirina) ou substância associada, devido ao efeito anticoagulante e à possibilidade de causar sangramentos. Anti-inflamatórios não hormonais como o diclofenaco, ibuprofeno e piroxicam também devem ser evitados. Esses medicamentos podem aumentar o risco de sangramentos.

Educação para prevenção de doenças, suporte frente aos principais sintomas, encaminhamento do paciente ao serviço de saúde para diagnóstico e acompanhamento para garantir o sucesso do tratamento e evitar complicações da doença são algumas das atuações que o farmacêutico pode oferecer aos pacientes.

E deve orientar sobre o uso de repelentes e inseticidas para prevenção das doenças transmitidas pelo mosquito, indicando o produto de uso tópico mais adequado para as gestantes e crianças maiores de dois anos. Por exemplo: para o uso facial na forma spray ou em crianças, o ideal é primeiro aplicar na mão e depois espalhar no corpo, logo em seguida lavar as mãos com água e sabão. Caso entre em contato com os olhos, deve-se lavar imediatamente com água corrente. Reforçar a aplicação do repelente nas áreas expostas do corpo e também por cima da roupa. Além do DEET (N, N-Dietil-m-toluamida), os princípios ativos mais recorrentes em repelentes, no Brasil, utilizados em cosméticos são o Icaridin e o IR 3535, além de óleos essenciais, como citronela.

Veja também: OMS divulga recomendação para vacina da gripe em 2020

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Share on print
Millenium distribuidora referência no mercado pharma Espírito Santo e Rio de Janeiro

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba nossa Newsletter

Para notícias e ofertas exclusivas, digite seu e-mail abaixo.

City Farma - Invista na abertura de um bom negócio

Receba as principais notícias pelo nosso grupo

curta nossa fanpage

Mais lidas

Vídeo - É de Farmácia

Televendas Zamboni
Fechar Menu