EnglishPortugueseSpanish

CFM divulga levantamento com denúncias de médicos na linha de frente contra a pandemia

O CFM divulgou um levantamento com denúncias de médicos que lutam contra a Covid-19 em todo o Brasil sobre irregularidades nos hospitais e unidades de saúde.
Médicos que atuam contra Covid-19 fazem denúncias ao CFM
Foto: freepik

Médicos de todo o Brasil que estão atuando em unidades de saúde que prestam assistência a casos suspeitos e confirmados de Covid-19 denunciaram ao Conselho Federal de Medicina (CFM) milhares de inconformidades na infraestrutura de trabalho pública e privada.

Os dados fazem parte do primeiro levantamento feito pelo CFM após o lançamento da plataforma online exclusiva para médicos com inscrição nos Conselhos Regionais de Medicina (CRMs). Entre 30 de março, quando foi lançada, até o dia 6 de maio, 1.563 profissionais acessaram a base.

Principais falhas que aparecem nas denúncias

A queixa recorrente está relacionada à falta de equipamentos de proteção individual (EPIs), itens considerados obrigatórios para o enfrentamento da epidemia. Do total de formulários, pelo menos 1.585 denunciaram a falta de máscara N95 ou equipamento equivalente. Também foi reportada a falta de aventais (1.417 relatos), óculos ou protetor facial (1.215), máscara cirúrgica (1.038), gorro (697) e luvas (496).

Em relação a insumos, exames e medicamentos, os principais relatos foram sobre a ausência de kits de exame para Covid-19, com 937 denúncias. Também foi registrada a falta de medicamentos (697), de material educativo de prevenção contra o coronavírus (592), de acesso a exames de imagem (439), de material para uso em UTI (326) e de material para curativo (193).

A falta de equipes de enfermagem (enfermeiros e técnicos) também foi uma das queixas mais frequentes: 974 formulários apresentaram o problema. Outros 590 notificaram carência de médicos, 349 indicaram fragilidade em equipes de apoio (limpeza e cozinha) e 310 denunciaram a falta de profissionais como fisioterapeutas.

Também bastante presente nas denúncias é a falta de material para higienização correta. Pelo menos 702 profissionais indicaram a falta de álcool em gel e 502, a falta de álcool 70. Itens como papel toalha (411), sabonete líquido (396) e desinfetante (240) também estão em falta nas unidades de saúde.

Por fim, as falhas no processo de triagem também foram alvo de queixas dos médicos: falta orientação aos pacientes e acompanhantes (706), e informação para os profissionais (704). Além disso, a dificuldade em encontrar leitos de UTI adulto (315) e de internação hospitalar (257) também foi reportada.

Mortes por coronavírus

Outro ponto relatado nas denúncias é o número de óbitos que estão correndo por Covid-19. O presidente do CFM, Mauro Ribeiro, fala sobre o assunto: “Os resultados permitem inferir uma associação estatística entre a quantidade de denúncias apresentadas pelos médicos e o número de óbitos e de novos casos notificados em cada um dos estados. Isto é, onde há mais médicos atuando contra a epidemia, é naturalmente maior o número de denúncias, que também acompanham o volume de casos existentes e, consequentemente, de óbitos”.

A região Sudeste concentra o maior número de denúncias de médicos, com 947 (44%). É a região com o maior número de casos novos (74.727) e de óbitos (5.830). Em segundo lugar, aparece a região Nordeste, com 28% das denúncias (611), novos casos (58.316) e óbitos (3.337).

Veja a tabela completa:

Foto: Divulgação

Veja também: SBPC/ML alerta para diagnóstico neurológico em pacientes de covid-19

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Share on print
Millenium distribuidora referência no mercado pharma Espírito Santo e Rio de Janeiro

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba nossa Newsletter

Para notícias e ofertas exclusivas, digite seu e-mail abaixo.

Conquiste Seguros

Receba as principais notícias pelo nosso grupo

curta nossa fanpage

Mais lidas

Vídeo - É de Farmácia

Televendas Zamboni
Fechar Menu