EnglishPortugueseSpanish

Morre voluntário brasileiro que participava dos testes de Oxford. Laboratório não diz se ele recebeu vacina ou placebo

Comitê independente que acompanha os testes da vacina informou que após "análise cuidadosa" não há preocupações sobre a segurança do ensaio.
Voluntário morre durante testes de vacina contra a Covid-19
Foto: shutterstock

O portal de notícias G1 publicou, na tarde desta quarta-feira (21/10), que o médico João Pedro Feitosa, que participava como voluntário dos testes da vacina da Universidade de Oxford em parceria com a farmacêutica AstraZeneca, faleceu em decorrência de complicações da Covid-19.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou ter sido notificada do óbito no dia 19 de outubro, e que o comitê independente que acompanha o caso sugeriu o prosseguimento do estudo.

O voluntário tinha 28 anos, era médico recém-formado e morador do Rio de Janeiro. Por “compromissos de confidencialidade ética”, a Agência não esclareceu se o voluntário tomou a vacina ou o placebo.

Em nota, a Universidade de Oxford ressaltou que os incidentes com participantes do grupo controle são revisados por um comitê independente e que a “análise cuidadosa” não trouxe preocupações sobre a segurança do ensaio clínico.

Veja também: Uso de máscaras de proteção pode causar acne. Veja como evitá-las

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Share on print
Millenium distribuidora referência no mercado pharma Espírito Santo e Rio de Janeiro

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba nossa Newsletter

Para notícias e ofertas exclusivas, digite seu e-mail abaixo.

City Farma - Invista na abertura de um bom negócio

Receba as principais notícias pelo nosso grupo

curta nossa fanpage

Mais lidas

Vídeo - É de Farmácia

Televendas Zamboni
Fechar Menu