EnglishPortugueseSpanish

Sandoz amplia atuação em biossimilares no Brasil

Sandoz aumenta portfólio de biossimilares
Foto: shutterstock

Com o objetivo de ampliar a atuação no mercado brasileiro, a Sandoz, divisão do Grupo Novartis, lançará dois medicamentos biossimilares em 2020. Dessa forma, a empresa se consolida como a maior nessa área, tendo oito moléculas comercializadas e duas em estágio avançado de desenvolvimento.

Dessa forma, o portfólio de biossimilares da Sandoz torna-se o maior do Brasil, com quatro medicamentos aprovados, dois deles já disponíveis para comercialização.

Biossimilares ajudam economia

Grande parte do orçamento público para medicamentos é destinada aos biológicos. A chegada dos biossimilares representa uma possibilidade de redução nos gastos e um aumento do número de pacientes que recebem tratamento de qualidade.

O diretor de Especialidades da Sandoz, Fabio Antoneli, fala sobre o assunto. “A Sandoz já é uma líder global em biossimilares e genéricos e caminha para crescer ainda mais no mercado brasileiro. Queremos otimizar o negócio de genéricos e fortalecer o portfólio de biossimilares, ampliando o acesso a tratamentos de qualidade”.

Lançamentos

Os biossimilares previstos para chegar ao Brasil em 2020 são os anticorpos monoclonais adalimumabe e etanercepte, recentemente aprovados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e indicados para o tratamento de diversas doenças graves.

O adalimumabe é 100% humano e direcionado contra o fator de necrose tumoral alfa (TNF-a), um medidor envolvido nos mecanismos que levam a enfermidades nas áreas de reumatologia, gastroenterologia e dermatologia em adultos. Foi registrado no Brasil com o nome de Hyrimoz.

Já o etanercepte foi registrado como Erelzi, e possui cinco indicações para adultos e uma para crianças para doenças como artrite reumatoide e psoríase.

Medicamentos biossimilares

A complexidade de uma molécula biológica não permite uma reprodução idêntica, como acontece com os genéricos em relação aos medicamentos de referência. Os biossimilares são desenvolvidos a partir dos medicamentos biológicos de referência, do ponto de vista estrutural, funcional, pré-clínico e clínico, em termos de segurança, eficácia e qualidade.

Também são mais acessíveis à população, pois seguem o mesmo princípio de comercialização após a perda de patente do medicamento de marca original. “Uma vez que os investimentos nas etapas de desenvolvimento são menores, espera-se que o preço final dos biossimilares seja inferior ao dos medicamentos originadores, gerando mais acesso a medicamentos de alta complexidade e sustentabilidade ao sistema de saúde”, finaliza Antoneli.

Veja também: Aprovado, no Brasil, o primeiro biossimilar oncológico da Pfizer

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Share on print
Maxcenter Drogarias Max

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba nossa Newsletter

Para notícias e ofertas exclusivas, digite seu e-mail abaixo.

City Farma - Invista na abertura de um bom negócio

Receba as principais notícias no seu Whatsapp

curta nossa fanpage

Mais lidas

Vídeo - É de Farmácia

Televendas Zamboni
Fechar Menu