EnglishPortugueseSpanish

Consulta pública sobre suplementos alimentares é aprovada

Suplementos alimentares
Foto: freepik

A Diretoria Colegiada (Dicol) da Anvisa aprovou, no início de março (03/03), a realização de consulta pública para alterar a Instrução Normativa 28/2018, que dispõe sobre as listas de constituintes, limites de uso, alegações e rotulagem complementar de suplementos alimentares. Quando for aberta, terá 45 dias para manifestação da sociedade.

Alterações nas listas

A consulta pública vai contemplar a inclusão de 28 novos constituintes. Desses, 12 são propostos como fontes de nutrientes, oito como fontes de substâncias bioativas, uma como fonte de enzima e sete como fontes de probióticos.

Além disso, o objetivo é também alterar os limites para uso de novas substâncias bioativas e probióticos autorizados; novas alegações para o colágeno tipo II não desnaturado e para os probióticos autorizados; e requisitos de rotulagem complementar para os constituintes autorizados.

A exclusão da nota “ii”, encontrada no Anexo I da Instrução Normativa, também será avaliada na consulta, de forma a evitar restrição desnecessária a 35 contribuintes autorizados para uso em suplementos alimentares.

Entenda o caso

Dos 28 novos constituintes, 19 são provenientes dos resultados das análises técnicas das petições de novos alimentos ou ingredientes e de probióticos protocolados por fabricantes de alimentos, conforme fluxo de entrada estabelecido na RDC 243/2018. Nove substâncias fontes de proteínas vegetais vieram de outro processo de construção.

Em 2019, foi realizada uma consulta dirigida a associações do setor produtivo sobre constituintes e fontes de proteínas não previstos na IN 28/2018, mas que já possuíam histórico de uso por serem obtidos de fontes alimentares tradicionais e utilizados em suplementos alimentares já regularizados no Brasil.

Essa consulta teve como objetivo adotar medidas para definição das características mínimas de qualidade dessas substâncias, levando em consideração seu baixo risco e o fato de não terem sido incluídas na IN 28/2018.

Veja também: GSK e CEPI anunciam colaboração para desenvolver vacina contra coronavírus

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Share on print
Millenium distribuidora referência no mercado pharma Espírito Santo e Rio de Janeiro

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba nossa Newsletter

Para notícias e ofertas exclusivas, digite seu e-mail abaixo.

City Farma - Invista na abertura de um bom negócio

Receba as principais notícias pelo nosso grupo

curta nossa fanpage

Mais lidas

Vídeo - É de Farmácia

Televendas Zamboni
Fechar Menu