CFM libera telemedicina no Brasil para conter coronavírus

Presidente do Conselho Federal de Medicina enviou ofício para Ministério da Saúde falando sobre a possibilidade de usar a telemedicina para ampliar atendimentos durante pandemia.
Liberação do uso da telemedicina durante todo o período de pandemia do coronavírus no Brasil.
Foto: Marcos Nagelstein/Folhapress

O Conselho Federal de Medicina (CFM) encaminhou, nesta quinta-feira (19), ofício ao ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, em que informa sua decisão de reconhecer a possibilidade e a eticidade de uso da telemedicina no País, além do que está estabelecido na Resolução CFM nº 1.643/2002, que continua em vigor. A decisão vale em caráter excepcional e enquanto durar o combate à epidemia de COVID-19.

No documento, fica claro que a motivação para a autorização foi a necessidade de isolamento social e de proteger a saúde de médicos e pacientes.

Desde que os casos de coronavírus começaram, o CFM vem sendo pressionado para regulamentar a medicina. Em 2019, chegou a haver uma resolução, que logo foi revogada por pressão dos conselhos regionais. A última resolução é de 2002.

Veja a íntegra do ofício.

Leia ainda: Anvisa priorizará pedidos de AFE relacionados à Covid-19

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Share on print

Notícias Canal Farma

Receba notícias, conteúdos e vídeos do YouTube sobre o setor farmacêutico com nosso canal no Telegram.

Millenium distribuidora referência no mercado pharma Espírito Santo e Rio de Janeiro

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba nossa Newsletter

Para notícias e ofertas exclusivas, digite seu e-mail abaixo.

Receba as principais notícias direto no celular

Mais lidas

Vídeo - É de Farmácia