EnglishPortugueseSpanish

Ministro indefere pedido de liminar para suspender reajuste de medicamentos

Reajuste de medicamentos
Foto: luchschen | Getty Images/iStockphoto

Na última segunda-feira (22/6), o ministro Herman Benjamin, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), indeferiu o pedido de liminar do partido Rede Sustentabilidade para suspender os efeitos da Resolução nº 1/2020, da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED), que instituiu o reajuste anual dos preços dos medicamentos para o ano de 2020.

Segundo o ministro, com a expiração da Medida Provisória nº 933/2020, que prorrogou por 60 dias o prazo da suspensão do aumento dos preços, a CMED apenas cumpriu a determinação da Lei Federal nº 10.742/2003, que define normas de regulação para o setor farmacêutico e criou a própria CMED.

Argumento da Rede

A Rede Sustentabilidade alegou, no mandado de segurança impetrado no STJ, que ainda que a exposição de motivos da MP 933/2020 preveja o impedimento de reajustes enquanto perdurarem os efeitos da crise sanitária decorrente da pandemia de Covid-19, o texto, que será votado na Câmara dos Deputados, fixou a suspensão do reajuste até 30 de setembro, com a possibilidade de antecipação por decisão da CMED, em caso de risco comprovado de desabastecimento.

Contudo, o prazo original de suspensão previsto pela MP terminou em 30 de maio e, por isso, a CMED editou a resolução que autorizou o reajuste dos medicamentos a partir do dia 31 do mesmo mês. Mas a Rede acredita que essa liberação pode impedir que milhares de famílias tenham acesso a remédios ao longo da crise, principalmente pelo fato de que muitas delas perderam empregos.

Decisão será legislativa

O ministro Herman Benjamin explicou que cabe ao Poder Legislativo decidir sobre a suspensão dos reajustes, e que tanto o Senado quanto a Câmara têm iniciativas para tal decisão.

“Não vislumbro, no momento, os requisitos para a concessão da medida liminar, nada obstando que, no curso da presente ação, novos elementos levem à modificação do presente entendimento, notadamente pela grave crise sanitária e econômica por que o país passa”, disse o ministro.

O mérito do mandado de segurança ainda será julgado pela Primeira Seção do STJ.

Veja também: Reajuste dos preços dos medicamentos: entenda a situação

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Share on print
Millenium distribuidora referência no mercado pharma Espírito Santo e Rio de Janeiro

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba nossa Newsletter

Para notícias e ofertas exclusivas, digite seu e-mail abaixo.

Conquiste Seguros

Receba as principais notícias pelo nosso grupo

curta nossa fanpage

Mais lidas

Vídeo - É de Farmácia

Televendas Zamboni
Fechar Menu