Farmácias escapam da crise e iniciam novo ciclo de aberturas

Mais aberturas de farmácias deverão ocorrer em 2021
Foto: Luciana Prezia (Reprodução da Internet)


Com quase 90 mil farmácias, o Brasil deve voltar a viver um novo ciclo de investimentos no setor após 2021. A análise, publicada pelo portal Valor Econômico na terça-feira (12), mostra que a demanda segue acelerada mesmo diante de incertezas no mercado de consumo.

A projeção é de um saldo positivo no fim do ano, entre inaugurações e fechamentos, de aproximadamente 900 unidades. Este possivelmente será o maior volume desde 2018, segundo dados da Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma), e mais que o dobro de 2020, que foi de 400 lojas. O total iria de 8,3 mil lojas associadas para 9,2 mil em um ano.

Expectativas para 2021

Com a demanda das 900 lojas abertas, as vendas terão expansão em torno de 10% após a maturação completa das unidades, o que deve levar de dois a três anos segundo informações da entidade.

De acordo com o cálculo de Sérgio Mena Barreto, presidente da Abrafarma, considerando que uma loja madura faça ao mês R$ 7 milhões, as 900 poderão chegar a mais de R$ 6 bilhões ao longo de 2021: “Isso é venda a mais apenas com as aberturas, ainda temos o crescimento natural do mercado”.

O executivo diz que se ao longo dos próximos 12 meses o índice de 9% de alta for repetido e as novas lojas entregarem a metade do seu potencial de crescimento, o setor conseguiria alcançar um aumento de 14% no faturamento no ano.

Impacto da pandemia

Edison Tamascia, presidente da Febrafar, afirma que houve uma explosão de vendas nos meses de março e abril de 2020 e, posteriormente, uma aceleração no terceiro trimestre: “Crescemos 24,4% em 2020, acima do mercado e de 2019. Mas dificilmente vamos repetir esses 24% em 2021. Atendemos à demanda de bairro que subiu com o home office e isso não deve manter o mesmo ritmo. Na periferia, o auxílio emergencial ajuda, e ele não foi renovado”.

O presidente do Grupo Dimed (que contra a rede gaúcha Panvel), Julio Mottin Neto, comenta que houve um amento de vendas na segunda metade de 2020 devido ao retorno das cirurgias e consultas. O crescimento ocorreu tanto nas lojas físicas quanto nas vendas online. Para 2021, a projeção é de 65 inaugurações: “A partir de 2022, mais da metade das aberturas deve ficar fora do Rio Grande do Sul, com a empresa explorando mais os outros estados”.

O vice-presidente financeiro da Pague Menos, Luiz Novais, acredita que o setor farmacêutico é mais resiliente que outros, por ser considerado essencial: “Segundo dados da IQVIA, a receita do setor cresce 9,5% em 2021, alta que deve refletir expansão não só nas vendas de produtos, mas de serviços, como vacinação e exames. Vemos uma manutenção da preocupação das pessoas com saúde”.

Veja também: Dados do mercado farma em dezembro são divulgados por IQVIA

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Notícias Canal Farma

Receba notícias, conteúdos e vídeos do YouTube sobre o setor farmacêutico com nosso canal no Telegram.

Millenium distribuidora referência no mercado pharma Espírito Santo e Rio de Janeiro

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba nossa Newsletter

Para notícias e ofertas exclusivas, digite seu e-mail abaixo.

loading...

Receba as principais notícias direto no celular

Mais lidas

Vídeo - É de Farmácia