EnglishPortugueseSpanish

Nova RDC inclui ivermectina na lista de controlados

RDC nº 405/2020 da Anvisa adiciona a ivermectina à lista de substâncias controladas após a publicação de notícias que ligam a substância ao tratamento da Covid-19.
Ivermectina é incluída em lista decontrolados
Foto: shutterstock

A Anvisa publicou uma RDC que trata exclusivamente da prescrição e da dispensação das substâncias cloroquina, hidroxicloroquina, nitazoxanida e ivermectina. Dessa forma, as três primeiras deixam de fazer parte da Lista C1, da Portaria SVS/MS nº 344/1998, e passam a ser reguladas pela RDC nº 405/2020, publicada nesta quinta-feira (23/07), no Diário Oficial da União (DOU).

A agência aproveitou e incluiu também nessa RDC a ivermectina, numa tentativa de barrar o consumo desenfreado desde que a imprensa noticiou que esse medicamento poderia ter efeitos profiláticos contra a contaminação com o novo coronavírus.

O que diz a RDC

As substâncias passam a fazer parte da lista de medicamentos de controle especial em virtude da Emergência de Saúde Pública de Importância Internacional (ESPII) relativa ao novo coronavírus.

A norma traz um anexo que regulamenta a venda de todas as substâncias relacionadas à emergência pública, estabelecendo requisitos para o receituário e para dispensação. Com isso, cloroquina, hidroxicloroquina, nitazoxanida e ivermectina estão sujeitas aos procedimentos de escrituração no Sistema Nacional de Gerenciamento de Produtos Controlados (SNGPC), previstos pela RDC nº 22/2014.

Prescrição e dispensação

A prescrição dos medicamentos que contenham as substâncias deve ser realizada em receituário privativo do prescritor ou do estabelecimento de saúde, sem precisar de um modelo de receita específico. A validade de cada receita é de 30 dias, a partir da data de emissão.

Não pode conter rasuras e deve ser em duas vias, contendo as seguintes informações: identificação do emitente; identificação do usuário; nome do medicamento ou da substância sob forma de Denominação Comum Brasileira (DCB), dosagem e concentração, forma farmacêutica, quantidade e posologia; data de emissão e assinatura do prescritor.

As farmácias e drogarias deverão manter à disposição das autoridades sanitárias, por dois anos, as receitas retidas referentes aos medicamentos que contenham as substâncias citadas.

Ivermectina

Betânia Alhan, farmacêutica, diretora executiva da Organize Farma e coordenadora do departamento de Assuntos Regulatórios da Ascoferj, esclarece mais informações sobre a substância: “As ivermectinas que estiverem no estoque a partir de hoje ficam sobre a condição de venda com prescrição e retenção de receita”.

A farmacêutica explica ainda que a RDC não detalha a dosagem de ivermectina que precisa estar sob controle especial: “Por esse motivo, é melhor considerar, pelo menos até que outra norma faça essa especificação, que todos os produtos que contém a substância, incluindo os de uso tópico, precisam de receita”.

Gustavo Semblano, consultor jurídico da Ascoferj e especialista em legislação Sanitária e Farmacêutica, reitera que todos os medicamentos que contêm a substância devem ser dispensados com receita: “Se a Anvisa quisesse excepcionar a regra em relação aos medicamentos de uso tópico, ela já o teria feito, como aconteceu em outras normas. Por isso, a regra é geral para todos os medicamentos”.

Outras substâncias

Além disso, as substâncias cloroquina, hidroxicloroquina e nitazoxanida foram retiradas da lista C1 (Outras Substâncias Sujeitas a Controle Especial), da Portaria SVS/MS nº 344/1998. A decisão revoga os seguintes atos normativos da Anvisa: RDC nº 351, de 20 de março de 2020; RDC nº 354, de 23 de março de 2020; e RDC nº 372, de 15 de abril de 2020.

“Como houve um movimento muito grande de pessoas indo às farmácias comprar medicamentos com as substâncias, foi uma saída colocá-las temporariamente na lista C1, do receituário branco, que diz respeito a entorpecentes ou psicotrópicos. Agora, com mais tempo, o Ministério da Saúde e a Anvisa reuniram todas as substâncias, incluindo a ivermectina, nessa nova RDC”, finaliza Betânia.

Veja também: Gilead apresenta dados sobre antiviral experimental Remdesivir para tratamento da Covid-19

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Share on print
Millenium distribuidora referência no mercado pharma Espírito Santo e Rio de Janeiro

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Receba nossa Newsletter

Para notícias e ofertas exclusivas, digite seu e-mail abaixo.

City Farma - Invista na abertura de um bom negócio

Receba as principais notícias pelo nosso grupo

curta nossa fanpage

Mais lidas

Vídeo - É de Farmácia

Televendas Zamboni
Fechar Menu